Vampiros do Brasil
Seja Bem vindo ao Fórum Vampiros do Brasil!!!

Para ver o conteúdo Completo do nosso Fórum
Faça Login ou registre-se.

Além de você se registrar estará ajudando o Fórum a crescer.
Como usuário registrado poderá Comentar, Postar e ainda fazer muitos amigos.

Equipe Vampiros do Brasil



 
InícioRegistrar-seConectar-se
Olá Convidado...Seja Bem Vindo(a) ao Vampiros do Brasil. Onde todos os jogadores de RPG se reúnem em um só lugar !
Deseja jogar nos PIF's de Vasta ou Bela Noite?
Mande uma Mensagem Privada para nossos Moderadores.

Compartilhe | 
 

 Segundo andar

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Narradora

avatar

Masculino Número de Mensagens : 223
Data de inscrição : 28/05/2009

MensagemAssunto: Segundo andar   Qua 15 Ago - 13:11

Relembrando a primeira mensagem :

Subindo as escadas ao canto mal iluminado do salão da taverna, chegava-se ao segundo andar.



As escadas acabavam em um mal iluminado corredor, onde duas portas estavam dispostas uma de frente para a outra. No fim do corredor um espelho estava posicionado de forma que refletia todo o corredor novamente até o fim da escada.

E nada mais podia ser visto entre as luzes bruxuleantes.
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
LIV

avatar

Feminino Número de Mensagens : 139
Data de inscrição : 09/08/2018

Ficha Vasta
Jogador: LIV
Sexo: Feminino
Raça: Meio-elfa

MensagemAssunto: Re: Segundo andar   Qui 13 Set - 20:13

- Corre em mim igualmente o sangue dos elfos, gentil taverneira. Apesar de que, assim como a senhora, não apresento traços distintivos da herança mestiça. - a Maga sorriu para Cassandra - Faltou-me oportunidade de agradecer. Obrigada por ter oferecido seu quarto e seus préstimos para essa Astróloga moribunda que veio dar à sua porta. A Donzela da Guerra tem um débito para com a senhora. - a garota pontou a frase com uma reverência curta, fazendo pender à frente algumas mechas de seus cabelos cor-de-luar.

Reerguendo-se, ela levou a mão que segurava a lança ao peito:

- Gayâka! - começou com uma magia simples, testando se a sensação insidiosa voltaria a crescer. Aquela era uma magia de limpeza e deixou as roupas da Maga inteiras outra vez, além de impecáveis. - Mhm... Sgaoileadh túrenna! - o grimório não se abriu dessa vez, nem emitiu nenhuma luz. Daquela vez, a magia de ampliação quântica de improbabilidades positivas (uma magia de sorte e sucesso) levou luz aos olhos da Maga, fazendo reluzir com vida própria cada um dos pontos estelares gravados em suas íris azuis. Nada ainda. - Mhm... Pois bem. Mestre Smivfelheim, a maceração de papoula surtiu efeitos? Permaneça imóvel, por favor.

A Donzela da Guerra levou a mão com o grimório à frente, abrindo o pesado livro com um farfalhar.

- Na gluais... Gu itealaich! - aquela sim era uma magia! Os olhos da Maga brilharam como faróis e então se apagaram, como fogo que se consumisse até o fim.

Tellwyahonnius podia sentir com clareza que era tocado, como se o próprio ar o embalasse. Seus braços foram completamente imobilizados, deixando de responder a qualquer estímulo, como se envolvidos em talas apertadas e - ao mesmo tempo - estranhamente gentis. Talvez com certa surpresa, o gnomo notou que flutuava no ar, alguns centímetros acima do chão. A meio-elfa sorriu.

- Fio da navalha entre a Ciência e a Fé. - fitando Cassandra e fechando o grimório com um baque surdo, ela completou - Nós desceremos. Mas eu retornarei, Senhora Cassandra, para livra-la da presença vampírica que senti. É uma promessa.

A Maga começou a caminhar na direção da porta, sendo seguida vagarosamente por um flutuante gnomo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tellwyahonnius

avatar

Masculino Número de Mensagens : 27
Data de inscrição : 03/07/2018

MensagemAssunto: Re: Segundo andar   Sex 14 Set - 19:25

A morfina bateu rápido, e as dores se amorteceram aos poucos, juntamente com os músculos de Tell. Solucionada a questão da dor, era necessário consertar seus braços. Não poderia usar a Horizonte, visto que da outra vez que tentara, havia desencadeado um catastrófico Choque de Retorno. Até que tivesse compreendido o que aumentou tanto a demanda energética, e aguardasse os Filtros de Retorno esfriarem, não poderia usar novamente a técnica de Distribuição Planar.

Não tinha um local seguro para ir, estava sem os dois braços, em um mundo desconhecido, e os nativos que poderiam servir-lhe como guias não faziam a menor idéia do que estava acontecendo. Bigodes...

Bom, acalme-se. O que temos em volta? Talvez pudesse improvisar uma tala.

Voltar ao Topo Ir em baixo
LIV

avatar

Feminino Número de Mensagens : 139
Data de inscrição : 09/08/2018

Ficha Vasta
Jogador: LIV
Sexo: Feminino
Raça: Meio-elfa

MensagemAssunto: Re: Segundo andar   Sab 15 Set - 19:20

Confuso. O velho gnomo parecia confuso. Olhava tudo ao redor, como se buscasse alternativas. A morfina era realmente uma bênção que cobrava um alto preço. A Maga se apiedou do idoso, os braços torcidos de maneira antinatural, o semblante perdido. Parou no batente da porta do quarto e disse com a voz amigável, como se falasse com uma criança pequena:

- Vamos, Tellwyahonnius, temos que descer as escadas agora. Não se preocupe. Você não sofrerá impacto e seus braços estão devidamente imobilizados. Vamos juntos, sim? Eu descerei primeiro e você estará logo atrás de mim. Que tal me contar sobre sua vila natal? O senhor tem uma casa neste vilarejo onde possamos nos abrigar pela noite? Conhece uma boa estalagem?

A garota continuou em frente, conduzindo a flutuação do gnomo com gentileza, tentando mantê-lo distraído enquanto rumavam escada à baixo.

____________________________________________________________________________________________________________________________

OFF: Continua no Salão Principal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tellwyahonnius

avatar

Masculino Número de Mensagens : 27
Data de inscrição : 03/07/2018

MensagemAssunto: Re: Segundo andar   Dom 16 Set - 13:03

A morfina corria pelas veias do gnomo amortecendo a dor, mas também os sentidos. Tellwyahonnius já não era um jovem vigoroso, afinal. Agradeceu com um sorriso os cuidados da jovem donzela. Andou com passos vacilantes, acompanhando a moça.

LIV escreveu:
Que tal me contar sobre sua vila natal? O senhor tem uma casa neste vilarejo onde possamos nos abrigar pela noite? Conhece uma boa estalagem?

-"Minya sidade fica muito... mash muuuuuuuuito dishtante daqui.... eu sou um viashant planarrrrr.... de... um Plano material alternativ... Acabo de sshegar neshte lugar..."- a lingua parecia ter dobrado de tamanho dentro da boca. Ah, doce morfina. Como seria bom dormir agora. Mas, precisava se manter desperto.

Tellwyahonnius seguia de perto a Donzela da Guerra, descendo os degraus atrás dela.

======

OBS: Continua no Salão
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Segundo andar   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Segundo andar
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Quarto de Morgana (Segundo andar)
» Quarto de Megara (Segundo andar)
» Andar em 8 Direções
» Robert Tales e a Magia Grega Livro 1: A Espada do Olimpo
» O Artefato (Crônica Livre)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Vampiros do Brasil :: PIF - Play In Fórum :: A Herança de Vasta: O Reino Caído :: Onn Game :: Refúgio :: Taberna Escudo de Carvalho-
Ir para: