Vampiros do Brasil
Seja Bem vindo ao Fórum Vampiros do Brasil!!!

Para ver o conteúdo Completo do nosso Fórum
Faça Login ou registre-se.

Além de você se registrar estará ajudando o Fórum a crescer.
Como usuário registrado poderá Comentar, Postar e ainda fazer muitos amigos.

Equipe Vampiros do Brasil



 
InícioRegistrar-seConectar-se
Olá Convidado...Seja Bem Vindo(a) ao Vampiros do Brasil. Onde todos os jogadores de RPG se reúnem em um só lugar !
Deseja jogar nos PIF's de Vasta ou Bela Noite?
Mande uma Mensagem Privada para nossos Moderadores.

Compartilhe | 
 

 Cabana Abandonada

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
AutorMensagem
Narradora

avatar

Masculino Número de Mensagens : 260
Data de inscrição : 28/05/2009

MensagemAssunto: Cabana Abandonada   Qua 19 Set - 9:41

Relembrando a primeira mensagem :



Próximo a entrada na floresta, havia uma cabana abandonada, não muito grande, nem mesmo confortável.
Seu último proprietário fora um corajoso caçador que se fora em uma missão a mais de cinco anos,
desde de então o lugar estava fechado.

O pó e as plantas em volta já grudavam as paredes, mas em um todo era um bom lugar para se abrigar.
As antigas coisas do caçador ainda estava no lugar, uma cama dura, peles empoeiradas espalhadas pelo chão, e alguns objetos pessoais.
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
InSanoSuke - O Implacável

avatar

Masculino Número de Mensagens : 1986
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 13/03/2010

Ficha Vasta
Jogador: InSanoSuke
Sexo: Masculino
Raça: Elfo / Gnomo

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Qui 20 Dez - 17:31

Vendo a criatura, debilitada sob seus pés, o Mago aproxima-se e o apunha-la a fim de terminar com seu sofrimento. Aquele combate estava terminado. Ele então segue até a beirada do telhado para ver como estavam os outros combatentes.

Pôde ver o campo com Orcs e Goblins caídos, mas identificou que seu recém conhecido companheiro de viagem estava de pé, e isso o aliviara o coração. De certo que sua presença era incomum, mas a mensagem para o aldeão era simples e bem lúcida. Tinha vencido tambéns sua batalha.

Ele acena para Tell enquanto desce do telhando com a suavidade de uma pena. Era o puco de mana que ainda pudia usar até tocar o solo do campo de batalha. Ele atravessa o campo, silencisamente, observando os inimigos caídos, os artefatos e quaisquer coisas deixadas por seus inimigos.

Ele então, avista o Cíclope, deitado sob a floresta enegrecida e seca pelo fogo. Era outra criatura que também agonizava em seus momentos finais. Poderia ser um trabalho cansativo, dado o tamanho da criatura, mas ele precisava tentar suavizar a morte do grande guerreiro. Administra, então, um frasco de líquido verde escuro nas feridas do grande Cíclope. Era anestésico, mas com uma forte dose de veneno de cogumelo (o que faria com que ele encontrasse seu fim em uma linda imensidão de cores). Seu último frasco. Ele então dá suas primeiras palavras depois do longo combate, falando com seu mais velho compaheiro de viagem Imp.

- E estamos vivos mais um dia, amigão!

E para os que estivessem próximo apenas um resmungo vindo de dentro de sua sacola poderia ser ouvido de volta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Narradora

avatar

Masculino Número de Mensagens : 260
Data de inscrição : 28/05/2009

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Sex 21 Dez - 8:45

***Essien***

Essien escreveu:
- Cale-se, homem! Eu não vou matá-lo.
Não sou seu inimigo, portanto, não tente me atacar novamente.

Com as palavras do imenso orc a sua frente o aldeão para de gritar, percebendo não se tratar de um
inimigo. Porém ele se levanta e corre em direção a aldeia, esquecendo que o grande ruivo Vougan
ainda estava ferido na cabana.

Observando a clareira que antes era tranquila, Essien só consegue ver sangue e destruição, parte
da floresta que fazia divisa entre o vilarejo a imensidão de árvores atrás, estava enegrecida,
não pela podridão trevosa que já havia no lugar, mas pelo fogo que ardeu a pouco.

A dor o assolava e a fome começava a incomodar, porém ainda havia perigo, pois toda aquela
destruição fora causada por sua raça e ele conhecia bem o que os humanos podiam fazer movidos
pelo medo.

E com o aldeão fugindo de volta para o vilarejo, não demoraria até que mais humanos aparecem
por ali. Porém olhando para cima, Essien pode ver seu recente companheiro, o mago implacável,
sorrindo aliviado ao olhar o monge de pé.

******************

***Weradir***

Ao descer do telhado Weradir só encontra sangue e destruição.

Observando os corpos caídos, não acha muita coisa útil, flechas e arcos quebrados, além do cajado
do necromante com uma obsidiana espatifada, olhando aquele cajado Weradir se recorda que
estavam em busca de algo, mas no calor do momento ele não entende muito bem do que se tratava,
porém sabia que a resposta pairava em sua mente.


Mas agora não era hora dos “motivos” e sim da “limpeza”, com grande compaixão o mago ministra
uma mistura que acalenta o ciclope carbonizado, o último gemido de dor da enorme besta ecoa pelo
ar e é carregado pelo vento, encerrando assim o sofrimento.

InSanoSuke - O Implacável escreveu:
- E estamos vivos mais um dia, amigão!

Ao falar com sua “sacola”, o mago se recorda da chave que a pouco pilhara, e tudo fica claro
em sua mente.

******************

***Ferrys***

Após a dura luta, o andarilho ferido no braço e na perna ainda tinha que lidar com mais um
problema. Afinal era uma estranha coincidência um orc aparecer e pouco depois aparecer
uma infantaria de orcs e goblins.

Como tinham chego até ali, se por 20 anos o refúgio estava seguro?
O que buscavam?

Eram perguntas que pairavam no ar.

Ferrys se recorda de Vougan gravemente ferido dentro da cabana, e ao olhar em direção a ela
ele vê o orc monge de pé enquanto um dos aldeões que ele fora buscar corria em desespero
de volta ao refúgio.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Krugorn

avatar

Masculino Número de Mensagens : 1234
Idade : 29
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 03/03/2010

Ficha Vasta
Jogador: Bidy
Sexo: Masculino
Raça: Orc

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Sex 21 Dez - 11:07

*Seguindo os gritos, explosões e sons de aço colidindo, Krugorn avista a batalha em seu término. Não reconhece os orcs caídos, sabe que de onde veio, os orcs de seu clã prefeririam uma luta perdida a lutar ao lado de covardes como goblins ou feras indisciplinadas como ciclopes.*

*O grupo que se erguia vitorioso chamou sua atenção, cinco pessoas que conseguiram aparentemente sem ajuda da milícia da vila, deter este grupo de invasão. Era definitivamente algo que não acreditaria se não estivesse diante do resultado. Dentre eles reconhece um orc mas algo nele parecia...fora do normal.*

*Junto a Aarona, Krugorn dá dois passos a frente, deixando-se notar, sua postura está relaxada de modo que tenta não parecer uma ameaça ou que está lá para ser hostil esperando que a fêmea humana a seu lado pelo menos os faça pensar um pouco a respeito.*

- São os protetores desta vila? - *Ele pergunta de modo direto, apesar de não querer parecer hostil, também não pretende parecer submisso*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Aaraona Kashual

avatar

Feminino Número de Mensagens : 15
Data de inscrição : 20/06/2018

Ficha Vasta
Jogador: Sidinei
Sexo: Feminino
Raça: Meia elfa

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Sex 21 Dez - 21:37

Aaraona seguiu o Orc com cautela, mas a medida que os barulhos de batalha foram diminuindo ela foi mudando sua postura, até ver o fim daquela batalha ainda por trás do Orc, ela escondeu por completo sua adaga vendo a postura de seu companheiro.

Código:
*Junto a Aarona, Krugorn dá dois passos a frente, deixando-se notar, sua postura está relaxada de modo que tenta não parecer uma ameaça ou que está lá para ser hostil esperando que a fêmea humana a seu lado pelo menos os faça pensar um pouco a respeito.*

-Er...Oi - disse ela sorrindo inclinando a cabeça para o lado se fazendo ser vista.

Ela colocou os braços atras das costas de forma mais despreocupada indo para o lado de Krugorn.

"Aparentemente o velho não veio para cá, sei veio saiu sem ser notado" - pensou ela observando aquele estranho grupo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Essien

avatar

Masculino Número de Mensagens : 30
Idade : 100
Localização : Nuvem.
Data de inscrição : 16/06/2018

Ficha Vasta
Jogador: Arvedui
Sexo: Masculino
Raça: Orc

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Sab 22 Dez - 8:04

O monge aproxima-se do mago implacável. De certa forma, era incômodo ver o sofrimento do ciclope em sua agonia final. Apreciou a atitude do velho mago de dar algum conforto ao fantástico ser antes de sua morte. Aquilo renovou a esperança de Essien quanto aos destinos do mundo. Ainda havia pessoas de boa índole, ainda que aparentemente incompreensíveis - como era o caso desse mago.

- Meu bom senhor, eu creio que devo me ocultar na mata. Agora há pouco um aldeão me atacou, considerou que eu era um inimigo. Considerando que orcs foram os responsáveis por este ataque, talvez não seja ideal que eu me mantenha por perto, mesmo que todos vocês possam testemunhar a meu favor.

Seu estômago roncava alto, reclamando por comida. Com concentração, o monge afastou novamente o incômodo. O lugar começava a se mostrar hostil como todos os outros para alguém de sua raça. Talvez não devesse perder muito tempo naquela vila, talvez devesse seguir sua viagem pelo mundo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
InSanoSuke - O Implacável

avatar

Masculino Número de Mensagens : 1986
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 13/03/2010

Ficha Vasta
Jogador: InSanoSuke
Sexo: Masculino
Raça: Elfo / Gnomo

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Seg 24 Dez - 22:19

Essien escreveu:

- Meu bom senhor, eu creio que devo me ocultar na mata. Agora há pouco um aldeão me atacou, considerou que eu era um inimigo. Considerando que orcs foram os responsáveis por este ataque, talvez não seja ideal que eu me mantenha por perto, mesmo que todos vocês possam testemunhar a meu favor.

O velho sabia que com a fuga do aldeão, haveria, alguma forma de contra-ofensiva ou perigo a caminho para um estranho aos humanos. Ele toca seu braço como se entendesse a situação. - Fique pelo menos até o entardecer. Coma alguma coisa antes de ir, eu trato de seus ferimentos assim que recuperar o fôlego.

Ele então fala baixo para seu companheiro. - E não comente com os outros sobre o que pegamos mais cedo na floresta, preciso entender melhor sua serventia antes de trazê-la a tona. Se moveram um pequeno exército para tê-la de volta, deve ser, deveras, um importante e perigoso artefato.

Ele então avista duas novas figuras aparecendo de dentro da florsta. O cansaço era tanto, que o Mago bufou em alívio de parecerem amistosos. Mas ainda sim levemente suspeitos. Tão logo acabara o combate, novos aliados aparecem? Tudo era suspeito para Weradir.

Ele inicia a conversa, mas não se prolonga muito. - Olá viajantes. Peço perdão pela desconfiança, mas antes que se aproximem para dividirmos um farto jantar de boas vindas, que se apresentem, mostre-nos suas armas e intenções.

O desconfiado velho cerra seus olhos, braços cruzados por detrás das costas, encarava como se conseguisse ver atravéz da alma dos recém chegados. Andava calmamente de um lado a outro, mantendo uma distância segura. Sabia que se houvesse um novo combate, eles estariam em desvantagem.


Última edição por InSanoSuke - O Implacável em Sex 4 Jan - 11:57, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Krugorn

avatar

Masculino Número de Mensagens : 1234
Idade : 29
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 03/03/2010

Ficha Vasta
Jogador: Bidy
Sexo: Masculino
Raça: Orc

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Sex 4 Jan - 11:23

*Foi só quando se aproximou que notou outro orc no meio daquele grupo mas ele falava de um jeito um tanto quanto incomum para um orc, muito...cheio de palavras grandes e suas vestimentas não pareciam pertences a qualquer clã orc que Krugorn conheça.

*Volta-se para o pequeno que fala com ele, um que o recebe de um jeito estranhamente simpático para alguém que acabou de matar um punhado de orcs.

- Eu sou Krugorn, do Clã Lâmina Trovão. E você parece calmo demais pra quem acabou de matar uma porrada de orcs e agora tá falando com um.
Voltar ao Topo Ir em baixo
InSanoSuke - O Implacável

avatar

Masculino Número de Mensagens : 1986
Idade : 32
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 13/03/2010

Ficha Vasta
Jogador: InSanoSuke
Sexo: Masculino
Raça: Elfo / Gnomo

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Sex 4 Jan - 13:02

Krugorn escreveu:
- Eu sou Krugorn, do Clã Lâmina Trovão. E você parece calmo demais pra quem acabou de matar uma porrada de orcs e agora tá falando com um.

- Não sei do que está falando. Os únicos Orc que morreram por minhas mãos ameaçaram as vidas dos que estão aqui. Os agressores fizeram-se presente desde o primeiro minuto. E mais, vocês ainda não tem minha confiança. - Fala de forma ríspida.

Ele pausa e respira por um momento. Acalmando os seus nervos.

- Não quero julgá-los pelo que possam parecer ou não. Mas não gostaria de criar inimigos a essa hora do dia, depois de tão cansativo combate. E mais, um de nossos companheiros é um Orc.

- Por favor, desarmem-se, e diga-nos seus objetivos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Krugorn

avatar

Masculino Número de Mensagens : 1234
Idade : 29
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 03/03/2010

Ficha Vasta
Jogador: Bidy
Sexo: Masculino
Raça: Orc

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Sex 4 Jan - 16:45

- Não to julgando. *Ele diz voltando seu olhar para os orcs e goblins mortos* - Eles escolheram viver como cães desonrados e morreram assim.

*Ele volta o olhar para o gnomo.*

- Só to procurando abrigo pra noite antes de continuar meu caminho. Mas não vou me desarmar diante de um grupo desconhecido muito menos dentro de uma vila humana onde todo mundo quer meu couro porque eu existo. Se ninguém ter um problema comigo, não tenho problema com ninguém, é simples assim
Voltar ao Topo Ir em baixo
Narradora

avatar

Masculino Número de Mensagens : 260
Data de inscrição : 28/05/2009

MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   Seg 14 Jan - 7:55

A tensão crescia na clareira, ambos os grupos apesar da “amistosidade” podiam perceber que
a confiança não era mútua. Justamente por essa tensão crescente, ninguém percebeu a aproximação
de uma pequena figura.

Suas feições eram duras, apesar do sorriso gentil e seu cabelo vermelho brilhava com a luz da lua
que já estava quase no ápice. Cassandra fora chamada pelo aldeão que fugiu, e veio ao socorro
de Vougan que jazia ferido na cabana.



A batalha que começara no amanhecer se estendeu até o fim da noite, e o ruivo que viera em
socorro de Ferrys já havia perdido muito sangue. Ao repararem na presença da mulher, ela se
dirige Weradir, Essien, Krugorn e Aaarona:

- Os demais eu já conheço, mas não me recordo de vocês… Quem são e o que houve aqui?

Vougan estava pálido, apoiado nos ombros de dois outro homens do vilarejo que vieram junto
a Cassandra. Mas mesmo assim ele tentou falar:

- Cassy… E-eles… ajudaram.. - Após um grande suspiro – O orc… não..inimi...

Então no fim da frase Vougan desmaiou. Cassandra correu até ele, e colocando a mão sobre o
rosto do mesmo, fechou os olhos por um momento:

- Aiy’’a.

Uma luz azulada emanou das mãos de Cassandra e segundos depois o ruivo já estava mais corado,
apesar de ainda estar desmaiado. Ela então se vira para Tell e o questiona:

- O que houve aqui Mestre Gnomo, e a qual orc ele se referia?

Ela olha brevemente para Essien e Krugorn.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Cabana Abandonada   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cabana Abandonada
Voltar ao Topo 
Página 6 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
 Tópicos similares
-
» #Café da Cabana = Maggy VS #Igneel Scarlet
» Casa Abandonada.
» Vila Abandonada

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Vampiros do Brasil :: PIF - Play In Fórum :: A Herança de Vasta: O Reino Caído :: Onn Game :: Refúgio :: Vilarejo-
Ir para: